Buenos Aires: Caminito, Feira de San Telmo e Galerias Pacífico- dia 2

No domingo, fizemos o tour que basicamente todo turista faz em Buenos Aires aos domingos: caminito, bombonera e feira de san telmo. Dos três, só não conseguimos ver la bombonera ( para tristeza do meu namorado), pois era dia de final da copa da argentina, em que o boca juniors ia jogar, e a região estava lotada de torcedores enlouquecidos. Como fica bem pertinho do Caminito, conseguimos ver apenas o muro.

O bairro La boca, em que fica o Caminito e o estádio, é um bairro totalmente diferente do resto da cidade. Era ali que moravam os imigrantes que trabalhavam no porto, e foi um dos moradores, o pintor Quinquela Martin, junto com outros artistas, que transformou as ruas do bairro em um museu a céu aberto, com pinturas e esculturas. E o lugar passou a se chamar Caminito, por conta de um tango com o mesmo nome.

IMG_5143

IMG_5151

O bairro em si é mal cuidado, meio feio, e não passa segurança. Nos guias que li, sempre recomendam ir até o estádio/caminito, ver tudo e ir embora, não ficar zanzando por ali. O motorista do ônibus que nos deixou no Caminito, e o pessoal do nosso hostel, nos disse para não irmos até o estádio, por que fica uma loucura em dia de jogo, e poderia ser perigoso, já que saberiam que somos turistas ( para o meu namorado completar sua cara de gringo, só falta o chapéu e as sandálias de velcro, ahhaha). Enquanto estávamos indo, passaram dois ônibus completamente abarrotados de torcedores do boca, totalmente ensandecidos, e o motorista nos olhou com uma cara de ” não falei?”

IMG-20151106-WA0052

IMG_5139

IMG_5158

IMG_5145

Apesar de não termos chegado tão perto do estádio, achei muito legal sentir o clima de um grande jogo, especialmente do boca, no bairro deles. O Caminito estava cheio de torcedores, cantando ” dale dale bocaaaa”!

O Caminito compreende apenas duas ruas, então não tem muita coisa pra ver. Tudo é voltado para tirar dinheiro do turista; os restaurantes com preços altos, os casais de tango que te chamam insistentemente pra tirar foto, os cartazes para você colocar a cabeça no círculo e tirar foto ( achamos um desses cartazes encostados num canto, e tiramos nossa foto de graça! acho que o dono estava almoçando ou algo assim… 🙂 ) e as milhões de lembrancinhas vendidas nas casinhas.

Mas não se engane, eu adorei! É tudo muito colorido, tem música tocando, tem o rio ali do lado, tem souvenir que eu adoro ( mesmo que eu não compre, gosto de ver ), e tem muitas oportunidades para fotos legais. É aquele lugar obrigatório da viagem, sabe? Ainda que tenha sido todo reformulado para agradar ao turista.

IMG_5161

IMG_5152

IMG_5192

Comemos um choripan muito gostoso lá, por apenas $30,00 ( na cotação oficial, seriam uns R$ 12,00). Este é o sanduíche de rua deles, vem o pão ( pan) e a linguiça ( chorizo), com chimichurri e vinagrete. Compramos em um restaurante super bonitinho chamado El gran paraiso. Sentamos em um banquinho, quase na calçada, e tomamos um chope Quilmes enquanto nos deliciávamos com nosso lanche. Que delícia!

IMG_5169

IMG_5172

IMG_5170

Pegamos novamente o ônibus e fomos até a feira de San Telmo. Aliás, este ônibus foi de uma praticidade tremenda. O motorista era muito simpático, como a maioria dos argentinos foram conosco. Com o mesmo ônibus que nos deixou na porta do Caminito, voltamos e paramos na famosa Feria.

Esta feira só acontece aos domingos ( uma pena!) e certamente foi um dos passeios que mais gostei. É uma feirinha de antiguidades e tudo o que você puder imaginar. Ela se estende por dez quarteirões na calle defensa, e claro, fica lotada. Além das barraquinhas de rua, existem várias lojinhas fofas que abrem em outros dias da semana. O pessoal do hostel havia nos falado para irmos a tarde, que é quando os artistas de rua mais se apresentam. E foi batata! Tinha gente dançando tango, pessoas batucando, bandinhas alternativas, brasileiro cantando mpb, uma festa!

IMG_5208

IMG_5212

IMG_5237

O bairro de San Telmo é um charme, cheio de casarões e prédios antigos. Parece que Buenos Aires nasceu por aquelas bandas, o que torna o bairro o mais antigo, e também, um dos mais bonitos. Numa próxima viagem, tenho certeza que voltarei a feirinha e ao bairro.

Comemos empanadas na La Continental, ao lado do inseparável chope Quilmes. Ah, é ali em San Telmo, na esquina da Chile com a Defensa, que está a estátua da Mafalda, a principal personagem das tirinhas do artista Quino. Ela fica sentadinha num banco, na esquina em que seu criador morou. Tem fila pra tirar foto com ela, mas é coisa rápida.

IMG_5269

IMG_5283

IMG_5248

IMG_5290

Voltamos a pé para a região do centro ( basta andar por toda a calle defensa, que você vai chegar na plaza de mayo), e seguimos pela calle florida, em direção à Galerias Pacífico, um shopping que fica num prédio lindo, com um painel pintado super famoso no teto central. É bem bonito mesmo! Aproveitamos e andamos por toda a florida, até chegarmos à Plaza de San Martin. De lá, voltamos exaustos pra casa, e nem conseguimos jantar! Seguem mais fotos.

IMG_5314

IMG_5318

IMG_5331

IMG_5252

IMG_5349

IMG_5276

IMG_5168

IMG_5214

IMG_5164

IMG_5211

IMG_5242

IMG_5188

IMG_5184

IMG_5230

IMG_5225

IMG_5288

IMG_5292

IMG_5329

IMG_5351

IMG_5199