Feirinha Gastronômica na Vila Madalena

As feirinhas gastronômicas acontecem aos montes aqui em São Paulo, quase todo final de semana tem alguma rolando por aí. Eu adoro, por que a gente tem várias opções de comidinhas gostosas para escolher, a preços bem convidativos! E geralmente tem música no lugar, ou alguma intervenção artística, que deixa tudo bem mais legal.

Fomos numa feirinha dessas, na Rua Aspicuelta ( é a rua em que estão concentrados vários bares conhecidos da Vila Madalena), chamada Na garagem (ela acontece na garagem do espaço Hilo Coworking). Tinham várias mesinhas com comidas, e também vinhos, mojitos, doces, e dj/banda tocando. Ah, tinha também flores sendo vendidas e artesanato. O evento era dog friendly, então tinham vários cachorros fofos!

IMG_4142

As coxinhas do Veloso ( tem post aqui falando sobre o bar) faziam parte do menu, e eram fritas na hora, por unidade. Comemos umas três cada um! Gente, que coxinha maravilhosa é essa, quem ainda não comeu, tem que provar. Outra coisa muito boa que comemos foi um pão recheado com linguiça de Bragança Paulista, huum!! Para tomar, fomos de mojito, e o Victor bebeu também as cervejas da Cervejaria Nacional. De sobremesa, um maravilhoso cannoli!

Adoramos!!

IMG_4122

IMG_4119

IMG_4129

2015-08-22 13.42.46

2015-08-22 13.41.11

IMG_4144

IMG_4118

IMG_4130

IMG_4127

IMG_4145

IMG_4153

IMG_4121

Centenário de Luiz Gonzaga!!

Nesse fim de semana, aconteceu aqui em SP, no Vale do Anhangabaú um festival em homenagem ao centenário de Luiz Gonzaga. Tinha uma programação de shows ( inclusive com um show da Elba Ramalho e outro do Dominguinhos) gratuitos, e diversos outros palcos espalhados pelo Vale, com repentistas e etc.


O projeto ´´chefes na rua´´ que fez sucesso na Virada Cultural também rolou por lá, sob os cuidados do chef do Mocotó, Rodrigo Oliveira! Funcionava da seguinte forma: várias barracas de chefs renomados da cidade, em termos de comidas nordestinas,vendendo pratos típicos a preços populares, de R$ 5 a R$ 15!

Totalmente informal, a comida vinha em pratos de plástico, ou marmitinhas. As opções eram muitas, desde o caldo de mocotó até escondidinho de carne seca e sorvete de cajá. A barraca mais concorrida, sem dúvida, era a do Mocotó, mas comemos em 3 barracas diferentes para experimentar. Primeiro, pedimos o escondidinho do chef Marcelo Pinheiro ( comanda o restaurante Tarsila) que estava divino! Depois provamos o delicioso Baião de dois do chef Rodrigo Oliveira ( restaurante Mocotó), e por fim, não resistimos a Mandioca cremosa com jabá acebolado na manteiga de garrafa ( Bar dos Cornos). Pra arrematar, tomamos o sorvete de cajá, também do chef Marcelo Pinheiro, que estava muito bom.

A iniciativa do ´´chefes na rua´´ é fantástica, e deveria acontecer em todo grande evento de rua em SP ( claro, desde que haja uma logística para tal, para que não ocorra o mesmo caos da Virada Cultural), por que dá a oportunidade, pra quem não pode ir nesses restaurantes, de comer algo tão indiscutivelmente saboroso e premiado!

Aproveitamos que estávamos no centro, e fomos (eu e Fernanda, com quem eu moro) mostrar os pontos históricos e turísticos para um amigo mineiro que não conhecia a cidade. Fomos até a Rua 25 de março, passamos pelo Mercadão, e terminamos o passeio na Paulista.Ah, no centro encontramos duas estátuas vivas maravilhosas, representando Mario de Andrade e Fernando Pessoa! Com certeza foram as mais perfeitas que encontrei pela cidade até agora.

Pra ajudar, o dia estava lindo, sol e céu azul, e aproveitamos da melhor forma possível!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA