Canela e Nova Petrópolis, RS!

Canela fica encostadinha em Gramado, e é um passeio obrigatório. Fomos de manhã, almoçamos por lá e voltamos à tarde. Indo para Canela, paramos no parque estadual do Caracol, uma área enorme de muito verde, e várias quedas, além da famosa cascata do Caracol. Vale muito a visita.

35209066876_752a0b67fe_o

34440051313_c171ecd988_o

Um pouco antes de chegar no parque, fica o Castelinho Caracol, uma das primeiras casas de Canela, construída entre 1913 e 1915, e parece uma casinha de contos de fada. Lá dentro tem um café, e é possível fazer uma visita pela casa também. Eles servem um apfelstrudel super famoso, mas acabamos não comendo lá por conta do horário.

34405008634_8fe6e79b61_o

35083745972_da331f5e93_o

Em Canela, visitamos a Catedral de Pedra, e caminhamos pelo centrinho. Depois, almoçamos num restaurante alemão excelente, o Schnitzelstubb, sobre o qual falarei no post das comidinhas. Vale dizer que na estrada entre Gramado e Canela existem várias atrações para visitar, como museu do chocolate, do perfume, do carro, etc, mas resolvemos não ir em nenhum dessa vez.

35163737892_911ff7dbaa_o

35251659416_7fe05acec4_o

No dia em que fomos embora, aproveitamos que a nossa rota passava por Nova Petrópolis, e paramos por algumas horas lá. Passeamos no Parque Aldeia do Imigrante, que tem uma mini vila alemã muito linda, e na praça principal, onde fica o labirinto. Este parque do imigrante conta a história dos primeiros colonos alemães que se instalaram por essa região.

34521113433_1ae48b65b5_o

35198679771_eb40dcf246_o

34940780990_7ff5101c58_o

34482071143_23ac2b733b_o

35251654976_05cb1205ce_o

Gramado, RS!

Quando eu morava em Tupã, uma terra quente por natureza, sonhava em conhecer Gramado, e passar frio naquelas ruazinhas tão fofas. Lembro que uma amiga minha foi pra lá, e me trouxe de presente um cachecol de lã (que tenho até hoje), e achei o máximo, apesar de só a vir a poder usá-lo de fato quando me mudei para São Paulo. Eu mal sabia que Gramado ficaria para sempre na minha memória, pois seria a cidade em que eu ficaria noiva!

35197484001_69b3f2b681_o

34484774124_bca4fae035_o

Fomos para lá em junho, e estava bem frio em pelo menos 2 dias, e friozinho no último dia, então deu para curtir bastante. A cidade é um charme, tem um monte de restaurantes bons (sobre os quais falarei num post separado), e várias atrações legais. De Porto Alegre para Gramado existem algumas rotas, mas preferimos ir pela chamada Rota Romântica, uma estradinha linda, que passa por umas cidades bonitinhas e que merecem uma parada.

34472050054_6b653d477a_o

35156965872_bc4bdd32f4_o

34382901364_cc228da7c8_o

Nesta rota, paramos em Picada Café no Parque Jorge Kuhm, cujo moinho parece ter saído de um conto de fadas. Depois, compramos pinhão dos vendedores que ficam na rodovia, recém cozidos e quentinhos!

34521161713_cdbc61b1c5_o

35260336805_5387548361_o

34390875334_b96460fdc6_o

Ficamos hospedados no Hotel Sky, que tem uma arquitetura muito bonita, e um café da manhã colonial maravilhoso. De modo geral, gostamos de tudo nele, menos da taxa absurda que é cobrada pelos “serviços”, já que o valor da diária não é barato.

35283761896_3e9efc12b1_o

35328280015_46e731a704_o

35287306256_6440695939_o

Andamos muito pela Avenida Borges de Medeiros (a avenida principal da cidade e onde ficam quase todas as atrações turísticas), tomamos chocolate quente, fomos no Mini Mundo (vale muito a pena, e está longe de ser uma atração infantil),  andamos de pedalinho no Lago Negro, passeamos em Canela, fomos no parque de lavandas, e comemos muitíssimo bem!

35160480612_e6afe15bb4_o35160830932_497770dfce_o

35284285406_8d40bf5671_o

35288118956_76ed440848_o

34940323180_9ea3888a24_o

35269817585_b56ae73336_o

34940300760_625bcc7c28_o

35120948781_0a2eb39583_o35229507276_c64972380a_o

35227105135_bf8dde73d1_o

35269896145_32234e9e73_o