Buenos Aires: Rosedal, Planetario, Museu de Belas Artes, Cemitério da Recoleta, El Ateneo- dia 4.

Nosso quarto e penúltimo dia (inteiro) em Buenos Aires começou com um café da manhã maravilhoso em uma padaria francesa bem ali em Palermo. Chama Cocu Boulangerie, e é a coisa mais fofa! Comemos croissants fantásticos lá, e recomendo muito o lugar. Eles servem pratos leves pro almoço também, mas o forte é a padaria. Uma ótima dica que peguei de um blog na internet ( www.buenosairesparachicas.com é um blog com mil dicas de uma brasileira que morou muitos anos em Buenos Aires).

IMG_5466

IMG_5473

IMG_5464

Depois do café, seguimos para o Rosedal. Indo pra lá, passamos por outros parques e vimos vários passeadores de cachorros, com uns 10 cachorros cada! É muito engraçado como isso é comum por lá. E os cocôs dos caninos também, a calçada é um campo minado. Acho que a política de recolher no saquinho ainda não chegou por lá.

IMG_5478

IMG_5479

Chegamos no Rosedal, e gente, o lugar é simplesmente um dos mais lindos que já vi na vida! São milhares de rosas, de todos os tipos e cores, e quase todas estavam floridas. Falaram pra gente que é uma questão de sorte, por que mesmo na primavera, não é garantia que todas abram. Então demos muita sorte! O cheiro das rosas é uma coisa de louco, e dá vontade de ficar lá pra sempre. Esse passeio é gratuito.

IMG_5489

IMG_5532

IMG_5516

IMG_5504

IMG_5517

Saímos de lá, e fomos ao Planetário, um lugar que eu queria muito conhecer, desde que assisti Medianeras (um filme argentino que adoro, e cuja protagonista diz achar o prédio do planetário o mais legal de Buenos Aires). Assistimos à sessão Colisões Cósmicas, e amamos! Outro passeio muito divertido. Fomos andando até a Recoleta, e no caminho passamos pelo MALBA (museu de arte latino americana), mas preferimos entrar no Museu de Belas Artes, que fica logo mais a frente. No caminho ,passamos pela famosa Floralis Generica, uma flor gigante de aço, que abre e fecha em certos horários.

IMG_5607

IMG_5616

IMG_5635

IMG-20151103-WA0053

Almoçamos bem em frente ao prédio da faculdade de direito, que é enorme. Após o almoço, fomos direto pro Museu de Belas Artes, que tem entrada gratuita, e obras de Rodin, Monet, Modigliani, Renoir, Picasso, etc. O acervo é bem extenso, e tem nome importantes. Gostei muito!

2015-11-03 15.55.33

2015-11-03 16.12.31

IMG_5641

IMG_5649

Finalmente, chegamos ao cemitério da Recoleta, que tem argentinos importantes enterrados. O mais famoso deles, Evita Peron, é o mais visitado (e simples). Achei super diferente, por que eles deixam os caixões a mostra, não enterram. Meio macabro, não? As esculturas dos túmulos são lindas, vale muito a visita. Ao lado fica a Iglesia del Pilar, que também conhecemos.

Terminamos o dia, tomando café na livraria Ateneo, que está dentro de um antigo teatro. Ela é considerada uma das livrarias mais lindas do mundo, e é mesmo. Que grande idéia transformar um teatro numa livraria. Comemos medialunas, os famosos croissants doces dos argentinos. Huuuum, delícia!! Segue o restante das fotos! Próximo post: nosso último dia em terras porteñas!

IMG_5653

IMG_5682

IMG_5704

IMG_5706

IMG_5719

IMG_5537

IMG_5561

IMG_5721

IMG_5718

IMG_5575

IMG_5587

IMG_5753

IMG_5775

IMG_5741

IMG_5763

IMG_5743

IMG_5735

IMG_5511

IMG_5740

IMG_5739

Buenos Aires: Jardim Japonês, Don Julio, Freddo e a Catedral – dia 3

O nosso terceiro dia na cidade caiu numa segunda-feira, e este é um dia em que quase todos os passeios fecham. Nosso dia, consequentemente, foi mais light.Tentamos ir até o Rosedal e estava fechado. Aproveitamos para explorar a região dos Bosques de Palermo, que é praticamente um complexo de parques, jardins, e etc. Ali estão o zoológico, jardim botânico, rosedal, jardim japonês, tudo na mesma região.

IMG_5398

Mas antes de tudo, fomos fazer o câmbio, pois havíamos trocado pouca coisa no aeroporto (cotação baixa). Na Argentina existem dois tipos de câmbio, o oficial e o paralelo (ou blue, como eles chamam). Isso acontece principalmente pela limitação que o governo impõe para os argentinos conseguirem dinheiro estrangeiro. Eles adoram o dolar, é super valorizado, por que é difícil eles conseguirem oficialmente.

2015-11-02 10.59.14

2015-11-02 14.07.15

IMG_5400

Então, o cambio paralelo é uma realidade, todo mundo faz, e o pessoal do hostel, inclusive, nos perguntou se estávamos sabendo que existia quando chegamos no primeiro dia. Não é legal, então vai da pessoa querer ou não trocar. Na calle florida existem centenas de “arbolitos”, homens e mulheres que ficam tentando atrair turistas gritando cambio, cambio, cambioooooo. Fuja deles! As casas de cambio paralelo são casas normais, apenas não te entregam o comprovante ao final da troca, ou seja, se der algo errado, você não poderá ir à polícia reclamar. Quando estávamos lá, a cotação do real estava em 2,50 (cada 1 peso=2,50 reais). No paralelo estava 3,50, mais ou menos. O dólar por sua vez, no oficial, estava 9,00 mais ou menos.

Fomos almoçar no Don Julio, um dos restaurantes legais para se comer a parrilla argentina. Adoramos! A carne, de fato, é muito boa. E olha que eu nem ligo muito para carne vermelha. O prato acompanha papas fritas (batata) e chimichurri, vinagrete, pãozinho. Dá pra trocar a batata frita por purê ou salada. O Don Julio não é barato, nossa conta deu $ 522 (R$ 208,00 na cotação do dia), e não pedimos entrada, vinho ou sobremesa. Mas vale a pena!

2015-11-02 13.23.01

2015-11-02 13.37.10

2015-11-02 13.49.48

A dieta deles é basicamente feita de carne e batata. O filé a milanesa também é uma constante nos cardápios. Adicione o obrigatório chimichurri, as empanadas e as medialunas, e pronto, temos um resumo do cardápio básico que todo lugar vai ter. É tudo muito gostoso, mas depois de um tempo enjoamos de tanta batata (e olha que eu amo!).

IMG-20151102-WA0008

IMG-20151102-WA0006

IMG_5369

Depois do almoço, fomos andando pela lateral do zoo, e conseguimos até ver uns bichinhos pela grade ( achei o ingresso caro pro zoo). Depois seguimos para o jardim japonês, que é uma graça! O valor da entrada é $ 50,00. Ele é pequeno, então dá pra ver rapidinho. Voltamos, passando pelos parques, e paramos pra tomar sorvete no Freddo, uma das sorveterias tradicionais deles. O sorvete argentino é um dos melhores que já tomei!

IMG_5446

IMG_5104

IMG_5381

À noite, fomos num barzinho muito legal perto do hostel, e depois desmaiamos. Vou incluir nesse post algumas fotos da Catedral do dia anterior. Era dia de finados, e estava tendo missa. Essa catedral ficou mais famosa ainda depois que o papa Francisco virou papa, pois era ali que ele celebrava as missas. Aliás, o papa está em todos os lugares, em cartazes, ônibus turísticos, lembrancinhas. Dentro da Catedral, estão enterrados os restos mortais do general San Martin, o grande libertador da Argentina e do Peru.

IMG_5411

IMG_5119

IMG_5124

IMG_5112

IMG_5451

IMG_5109 (1)

IMG-20151102-WA0029

IMG_5444

IMG_5439

IMG_5413

IMG_5433

IMG_5448

IMG-20151103-WA0002

IMG_5378

IMG_5372

IMG_5435

IMG_5447

2015-11-03 00.02.47