Restaurante Polonês e o sorvete Frida&Mina

Estava louca para conhecer este restaurante polonês que aparecia no livrinho do Dois por um toda vez que eu o abria, o Maria Escaleira. Parece que foi o primeiro a ser aberto na cidade com esse tipo de cozinha, além de outros pratos do leste europeu. Os donos do lugar são um casal de brasileira e polonês, e o nome do restaurante é uma homenagem a avó dela, que era portuguesa, por isso este nome nada polonês.

20161210_143722_31181422770_o

20161210_144355_31553797065_o

Pedimos de entrada o langos bread, que são pãezinhos húngaros servidos com geléia de cebola roxa e creme de queijo com alho. Os pãezinhos são na verdade uma massinha frita, que vc come com a geléia e o creme, delícia!!

Para o prato principal, pedimos o tradicional pierogi, que são pasteizinhos cozidos, com recheios variados. O meu era de chucrute e carne de porco, e o da Nati, de espinafre e queijo. De cobertura (não é um prato que venha com molho), você escolhe entre  endro na manteiga e cebola ou cubinhos de bacon crocante. Adoramos nossos pratos, e achamos que vem o suficiente, por que a massinha é meio grossa, e bem recheada.

20161210_151806_30713050174_o

20161210_154948_31554918675_o

Ah, eles têm vários tipos de vodkas polonesas, e acabamos pedindo um mojito com uma delas que estava ótimo. E o melhor de tudo é que o restaurante entra naquela exígua lista de bom, bonito e barato aqui em SP! Os preços dos pratos são todos em torno de R$30 e poucos.

20161210_152742_31439079671_o

Saindo de lá, fomos tomar sorvete na famosa sorveteria Frida&Mina (na foto abaixo tirada do site deles, dá pra ver como é pequeno o espaço), que é conhecida pelo processo artesanal de fabricação do sorvete, com produtos orgânicos e frescos. O meu era de macadâmia crocante, e eu gostei muito! Eles têm sabores bem diferentes como cerveja com chocolate, e de cachaça, mel e limão.

frida-mina-ambiente-04

20161210_180350_31186391920_o

img-20161210-wa0063_30758856104_o

20161210_181741_30717388404_o

Estes dois lugares ficam em Pinheiros, um bairro que concentra muitos restaurantes, bares e lugares legais para conhecer.

COMO CHEGAR:

Maria Escaleira

R. Mourato Coelho, 53 – Pinheiros – pertinho do metrô Fradique Coutinho, e também do ponto de ônibus da Rebouças

Frida&Mina

R. Artur de Azevedo, 1147 – Pinheiros

Duas opções de café, e o guia dois por um!

Neste final de semana, usamos novamente o livrinho Guia dois por um, cuja idéia é muito legal. Funciona assim: você compra o livro, por R$ 75,00, e nele existem 83 ofertas de restaurantes, cafés, museus, cinema, e etc, em que você, acompanhado de mais uma pessoa, só paga por um prato, ou por um ingresso. Por exemplo, um casal pede dois pratos no restaurante X (que está no livro), e no final, só paga um (geralmente o de maior valor). Dá pra economizar um bom dinheiro com o livro!

20160827_101028_29186382701_o

Fomos tomar café no Urbe Café, que está no livro, e foi uma delícia. O ambiente é todo descolado, tem a cara da Rua Augusta, e eles passam o cafézinho na mesa mesmo. Comemos pão na chapa com geléia e cream cheese, com suco de laranja e capuccino (R$ 17,50). Eles servem outras opções também no café, além de comidinhas no almoço.

20160827_102249_29265129045_o

20160827_101143_29265124235_o

20160827_101430_28644013103_o

Tomamos sorvete na Le Botteghe di Leonardo também usando o guia, e gente, como esse sorvete é gostoso! O de pistache é sensacional de bom!

User comments

A outra dica de lugar para tomar café que vou dar não está no guia, mas vale muito a pena. É a padaria Aracaju, que fica em Higienópolis, e foi aberta por portugueses em 1986. O horário do café da manhã de final de semana vive cheio, e é uma delícia sentar nas mesinhas do lado de fora. Eu gosto de pedir o pão multi grãos na chapa, e também já comi o pastel de belém, que é beeem gostoso. Além disso, tem vários outros docinhos portugueses, e rabanadas fresquinhas. No almoço (foto abaixo), os pratos são bem servidos, e dependendo da fome, dá pra dividir.

20160619_104031_27159612343_o

20160709_101602_27579547984_o

20160709_103206_28161367316_o

20160709_102716_28193954445_o

20160826_123113_29212985636_o

20160709_104335_28193956745_o

COMO CHEGAR:

Padaria Aracajú

R. Maranhão, 760 – Higienópolis

URBE Café

R. Antônio Carlos, 404 – Consolação

Le Botteghe di Leonardo

Rua Oscar Freire, 42 – Jardim Paulista

Mais informações do Guia dois por um: aqui 

Le botteghe di leonardo: gelato pra refrescar!

Gente, está fazendo um calor insuportável em São Paulo, e nada melhor do que um sorvete para nos aliviar, né? Nós temos aqui várias sorveterias boas, algumas prometendo a verdadeira experiência do famoso gelato italiano, outras trazendo os super calóricos ice creams norte americanos, cheios de cookies e cherries no meio.

Eu gosto de todas elas, mas como não curto sorvete muito doce, acabo preferindo os italianos, que são um pouco mais naturais. Minha primeira experência em uma sorveteria “de grife” foi logo que cheguei aqui, na Bacio di latte ( tem post aqui) . Nossa, lembro que achei fantástico, sabores tão diferentes daqueles que eu conhecia, e um sorvete muito mais encorpado.

IMG_4740

2015-09-19 15.05.50

IMG_4739

No bairro dos Jardins, tem várias dessas sorveterias, é uma tentação! A última que conheci foi a Le botteghe di Leonardo, que fica na rua Oscar Freire numa casinha bem bonitinha. Esta casa de gelatos foi fundada em 2010, e tem seis sorveterias espalhadas pela Itália. Os sorvetes são feitos com ingredientes 100% naturais, sem conservantes! O esquema deles é por copinhos e não por bolas: então você escolhe o tamanho do copinho, e vai pedindo as bolas que quiser, até não caber mais. Também dá pra pedir a casquinha que eles fazem na hora!

2015-09-19 15.06.02

2015-09-19 14.54.22

2015-09-19 14.54.16

Os sabores que escolhi foram chocolate ao leite, pistache, e nozes, se não me engano. Delicioso!!

Procurei nos meus arquivos e encontrei essa foto de 2012: eu toda feliz com meu sorvete Häagen-Dazs, que também ficava na Rua Oscar Freire, mas fechou, que pena!

Outra sorveteria legal da Oscar Freire que conheço é a Ben&Jerry’s. Abriu recentemente, e tem vários sabores daqueles que a gente engorda só de olhar! Pra quem curte um sorvete mais pesado, cheio de pedaços de bolos e afins no meio, essa é sua escolha! Para os amantes do gelato italiano, tem também a Casa Elli ( na alameda tietê), que eu já fui e adorei! 

IMG_4725

E por fim ,uma observação: em Tupã, lá no interior, as sorveterias são por quilo, ou seja, tem uma bancada com vários potes de sorvetes de massa, e você vai se servindo do que quiser. Antes de pesar, dá pra acrescentar várias guloseimas no sorvete, como castanhas, chantilly, e a famosa calda quente ( uma calda de chocolate líquida, que quando entra em contato com o sorvete, solidifica). O mais interessante é que aqui eu NUNCA vi uma sorveteria desse tipo! Será que é típico do interior?

COMO CHEGAR:

Rua Oscar Freire, 42 – Jardim Paulista

Baci a tutti!!

Conheci uma sorveteria maravilhosa, a Bacio di Latte. Nasceu em Milão, com o conceito de sorvete artesanal italiano, super cremoso. Os potinhos são divididos em três tamanhos : pequeno, médio e grande. Cada um deles comporta três sabores. O preço do pote pequeno é R$ 8,00 mas apesar do tamanho, vem bastante sorvete.

Os sabores são muitos, é difícil escolher. Pedi chocolate belga, pistache e outro com nutella! Maravilhosos os três.

 

 

Mais informações:   www.baciodilatte.com.br